3 coisas para fazer antes de abrir um negócio de comida

3 coisas para fazer antes de abrir um negócio de comida

Você já pensou em abrir um negócio de comida? Como falamos aqui, o Portal FD criou uma categoria sobre empreendedorismo para te ajudar a pensar mais sobre criação de negócios de forma geral. E nada melhor do que começar com um post relacionado ao negócio de comida, que é algo muito intuitivo para muitas pessoas.

O ramo de comida, apesar de concorrido, possui muitas possibilidades. Toda hora vemos alguma nova marca sendo criada ou algum novo formato de produto virando moda. Isso sem falar na onda gourmet que vem tomando conta do pedaço.

Mas será que abrir um negócio de comida é tão simples assim? Pensando nisso, o Portal decidiu colocar neste post 3 dicas do que fazer antes de abrir um negócio de comida. Vamos a elas.

 

1. Pense em como diferenciar seu negócio

Decidir qual vai ser o seu produto é o mais difícil, sem dúvida. Ainda mais pra quem sabe cozinhar tudo bem. Mas uma vez que você já decidiu o que vai cozinhar para vender, pense em como se diferenciar. Esta diferenciação pode ser no produto que você oferece, na qualidade dos seus ingredientes ou no que vem agregado ao seu produto, como entrega, possibilidade de customização ou embalagem, por ex.

Veja alguns exemplos que estão dando certo:

  • Tempero da Rita: A cozinheira Rita Pimentel criou um Delivery especializado em Feijoada e vende em baldes, para porção individual ou até quatro pessoas. Esse formato se mostrou uma novidade na cidade dela, em Salvador. Veja mais no instagram dela @temperodarita 
  • Tio da Salada: Aproveitando a onda das comidas específicas para o público fit, Rafael e Marcele lançaram o Tio da Salada, delivery de salas em potes. Mas variando um pouco a moda de pote de vidro, eles adotaram os potes de plástico, que são mais práticos e baratos. O negócio oferece seis tipos de salada pré montadas, além de sobremesa. Eles recebem pedidos somente para o horário do almoço, mas já planejam aumentar o horário. Perfil: @tiodasalada
  • Black Gourmet Burgers: O Rafael decidiu produzir hambúrguer, mas para se diferenciar, preferiu a linha gourmet, adotando ingredientes de qualidade, e apostou em mudar o cardápio diariamente. Além disso, ele também faz entregas e leva os sandubas para festas.  Perfil: @Bg_burgers
  • Biscoiteria Platina: Depois de planejar muito o negócio e investir o dinheiro da rescisão, o casal Warley e Daniela abriram o Biscoiteria Platina, oferecendo uma gama variada de biscoitos que atende a diferentes públicos. Eles ofertam, além dos biscoitos tradicionais, os sem lactose, sem glúten, integrais ou sem açúcar. E já estão planejando ampliar a oferta com biscoitos orgânicos. Perfil: @biscoiteriaplatina 

 

2. Planeje-se

O planejamento de um negócio envolve diversas etapas que vão das questões financeiras às questões legais. O ideal é que você estude bastante antes de começar. Mas, no que se refere ao seu produto, o que você não pode deixar de planejar são o seu estoque e sua forma de trabalho. Garantindo que estes dois pontos funcionem de forma adequada, você conseguirá atender aos seus pedidos e esse é o principal ponto para quem está começando um negócio, porque cria confiança com o cliente.

Compre os ingredientes e insumos

Esse planejamento varia de negócio para negócio, mas de forma geral, o ideal é você tentar definir as quantidades de cada ingrediente ou item que você precisa para produzir uma unidade. Depois disso, tente imaginar quanto você deve vender nas primeiras semanas. Multiple os dois e vá comprar os ingredientes, atentando sempre para o prazo de validade e para o armazenamento. Não adianta comprar um monte de quilos de farinha se você não tem onde guardar em condições adequadas. Obviamente que comprar insumos em grandes quantidades pode baratear seu custo, mas quando se trata de itens perecíveis, isso pode ser um tiro no pé.

Pense no seu tempo de trabalho

Dependendo do seu produto, seu tempo de produção pode variar de minutos a horas. Então faça primeiro uma leva pequena dos seus produtos e cronometre quanto tempo você demora para fazer cada etapa e quanto gasta de ingredientes. Defina quantas horas você terá por dia para trabalhar. Multiplique as duas coisas e você chegará a quantas unidades será capaz de produzir por dia. Para produzir mais do que isso, ou você terá que fazer mais rápido, ou trabalhar mais ou contar com uma ajuda extra.

Defina seu preço

Com base nos seus custos e no seu trabalho, você já pode começar a definir seu preço. Estes não são os únicos pontos que devem entrar na sua conta, mas são bem importantes. Tente também fazer uma pesquisa inicial para ver quanto se cobra no mercado por produtos similares ao seu.

 

3. Divulgue

Divulgação é a palavra chave quando se fala de começar um negócio de comida. Comece pelo boca-a-boca, conte para seus amigos e familiares e peça que eles divulguem. Divulgue também nas redes sociais, de preferência criando um perfil específico para seu negócio. Não é necessário investir muito tempo ou dinheiro, já que criar um perfil nas redes sociais é grátis em quase todas elas e é possível comprar pacotes de anúncios pagos por bem pouco dinheiro.

Se você está pensando em abrir um negócio do comida ou já está tendo boas experiências no ramo, conte sua história pra gente em contato@fuidemitido.com.br

3 coisas para fazer antes de abrir Negócio de Comida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *